5 de agosto de 2017

Resenha: Adulthood is a Myth, de Sarah Andersen

© Elton Cardoso

Soube da existência desse livro quando vi a divulgação da edição brasileira, que recebeu o nome de “Ninguém vira adulto de verdade” num desses instagrans da vida e fui procurar sobre e acabei encontrando a versão em ebook, mas somente da versão em inglês, que foi a que eu li.

Sarah Andersen é uma ilustradora americana que começou publicando suas tirinhas nas redes sociais, inclusive, no perfil dela lá no Instagram (@sarahandersencomics) ela já tem mais de 1,6 milhões de seguidores, com toda a repercussão dela nas mídias, não demorou muito para que as editoras quisessem publicá-la.

Assim, Adulthood is a Myth é um compilado de várias dessas tirinhas feitas pela Sarah, sobre uma espécie de auto ilustração em que várias das situações vivida pela personagem são semelhantes às que vivemos nessa fase de #adultinho – algumas dessas situações são restritas apenas ao universo feminino, mas isso não faz com que as tiras sejam sem graça ou nonsense, muito pelo contrário, são igualmente divertidas, além de nos apresentar um pouco do que as mulheres vivem.

As melhores tirinhas, na minha opinião, são todas em que o coelhinho aparece e interage com ela, gente, sério, é uma fofura.


Adulthood is a Myth é um daqueles livros pequeninos em que é possível ler em uma sentada só, e em poucas horas você terá se entretido, dado algumas risadas, além de ter alguns possíveis ataques de fofuras com determinadas situações e poder se identificar com as situações que a vida adulta nos apresenta e assim podemos chegar à conclusão de que “ninguém vira adulto de verdade” e que tá tudo bem! 


4 de janeiro de 2017

TOP 5 calendários que você pode usar em 2017

© Elton Cardoso

Hey! Primeira semana de janeiro e que tal escolher um calendário bem divertido e diferente daqueles que ganhamos em lojas e supermercados para usarmos na escrivaninha durante o ano? Eu separei cinco calendários que mais gostei enquanto estava procurando qual seria o meu deste ano, e escolhi esse daí da foto que abre o post, que foi feita pela Valentina do blog Foreign Rooftops. Ela disponibilizou gratuitamente e você pode baixar neste link. Seguindo a tendência dos calendários que usei nos anos anteriores, o deste ano também segue uma linha bem minimalista onde o preto e branco predominam, junto com fontes lindas que dá todo um ar de simplicidade e minimalismo a ele.

© Delineate Your Dwelling
O segundo calendário que eu escolhi foi o que eu usei durante 2016, também com a mesma pegada minimalista do de cima. Foi criado pela Amy do blog Delineate Your Dwellings, e você pode baixar a versão atualizada de 2017 aqui.

© Landeelu
Continuando com os calendários minimalista, este tem um pouquinho de cor em cada mês, além do preto e branco, e foi feito pela Landee, do blog Landeelu, e você baixar este calendário aqui.

© Victoria Behun
Voltando pros calendários minimalistas (desculpas, mas eles são muito lindos), escolhi este da Victoria Behun que tem um blog homônimo e neste link você poderá baixar o calendário feito por ela.

© The Cottage Market
Fugindo completamente do minimalismo, este calendário tem muita cor e é todo ilustrado  com as personagens da saga Star Wars em aquarela *-* ele está disponível no blog The Cottage Market gratuitamente aqui! Cada mês tem uma personagem diferente de Star Wars, desde os personagens clássicos e icônicos que amamos, assim como os novos. Muito amorzin esse calendário 😍


Enfim, esses foram os calendários que mais gostei enquanto estava passeando em busca do meu, lá no Pinterest, que aliás, me segue lá!




1 de janeiro de 2017

Livros lidos em 2016

© Elton Cardoso
Dando continuidade a saga de posts de listas nessa época do ano, esta é de um dos meus temas favoritos: livros. Aqui está todos os livros que eu li por vontade própria, os livros da faculdade não estão inclusos, pois, de certa forma, fui "obrigado" a lê-los, assim, acharia uma bela trapaça colocar eles nesta lista. Nem todos os livros que estão aqui foram resenhados (e muitos dos que não foram, continuaram sem resenhas).

  1. A Cura Mortal, de James Dashner
  2. Ordem de Extermínio, de James Dashner
  3. Arquivos, de James Dashner
  4. Quadribol Através dos Séculos, de J.K. Rowling
  5. Harry Potter and the Philosopher's Stone (Illustrated Edition), de J.K. Rowling
  6. Cidade dos Ossos, de Cassandra Clare
  7. Cidade das Cinzas, de Cassandra Clare
  8. Fangirl, de Rainbow Rowell
  9. Sejamos Todos Feministas, de Chimamanda Ngozi Adiche
  10. Soppy, de Philippa Rice
  11. O Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares, de Ranson Riggs
  12. Para Todos os Garotos que já Amei, de Jenny Han
  13. The Raven, de Edgar Allan Poe
  14. Tá Todo Mundo Mal, de Jout Jout
  15. Every Day, de David Levithan
  16. Doctor Who: Mortalha da Lamentação, de Tommy Donbavand
  17. Harry Potter and the Cursed Child, de J.K. Rowling, John Tiffany e Jack Thomas
  18. O Retrato de Dorian Gray, de Oscar Wild
  19. Histórias de Hogwarts: poder, política e poltergeist petulantes, de J.K. Rowling
  20. Short Stories from Hogwarts of heroism, hardship and dangerous hobbies, de J.K. Rowling
  21. Hogwarts: an incomplete and unreliable guide, de J.K. Rowling
  22. Reinações de Narizinho, de Monteiro Lobato
  23. A Bela e a Adormecida, de Neil Gaiman
  24. Steal like an artist, de Austin Kleon